doença mão pé boca

Doença mão-pé-boca: o que é, sintomas e como tratar

Quando a professora da escola do Matheus ligou para a Carla, avisando que duas crianças na sala de aula estavam com uma doença contagiosa, ela se desesperou.

O casal de irmãos que estava contaminado, Lucas e Giovana, eram bem amiguinhos do Matheus.

A chance de ele ter convivido, nos últimos dias, com os dois, era alta! 

E agora? Carla não sabia exatamente o que fazer. 

Ficava checando a temperatura de Matheus de meia em meia hora, esperando que algo grave pudesse acontecer.

No dia seguinte, a professora entrou em contato novamente, informando que os dois meninos haviam sido diagnosticados com doença mão-pé-boca.

O tom da professora era reconfortante, mas Carla não se deu por vencida. 

Que doença era essa?

Se você, como a Carla, não conhece a doença mão-pé-boca, esse artigo é para você!

Ah, e a professora tinha razão: não há motivo para desespero.

Vem conosco, vamos explicar tudo sobre essa doença super comum entre as crianças.

O que é a doença mão-pé-boca?

doença mão pé boca o que é

Causada pelo vírus Coxsackie, a doença mão-pé-boca ataca o aparelho digestivo e é bem contagiosa. Em inglês, é conhecida como HFMD (hand, foot and mouth disease).

O principal sintoma é a formação de pequenas bolhas na pele nesses locais do corpo – por isso, a doença leva esse nome curioso. 

Apesar de também afetar adultos, é mais comum em crianças – em especial, menores de 5 anos.

Quais são os principais sintomas da doença mão-pé-boca?

doença mão pé boca sintomas

Os principais sintomas são febre alta (acima de 38°C), manchas e aftas na boca, nas amígdalas e na faringe.

Assim, a criança sentirá muita dor de garganta, mal-estar, salivação, dor de cabeça e falta de apetite.

Essas aftas, infelizmente, são bem doloridas.

Assim, as crianças sentem dor para comer e para tomar líquidos, o que pode deixá-las desidratadas.

Os pequenos também podem apresentar diarreia e vômito

Se é desconfortável para um adulto, imagine para uma criança, não é mesmo?

Outro sintoma bem comum é a presença de pontinhos avermelhados que podem evoluir para bolhas, principalmente nas mãos e nos pés.

A pele das mãos e dos pés pode descamar, e as unhas também podem se descolar, em até oito semanas após a fase aguda da infecção.

A boa notícia é que, apesar de comum entre os pequenos, a doença não costuma evoluir para casos graves.

Como ocorre a transmissão da doença mão-pé-boca?

Como as crianças nem sempre costumam lavar as mãos depois de ir ao banheiro, e colocam as mãos e os brinquedos na boca, esse vírus se espalha rapidamente. 

Como ocorre a transmissão?

  • Diretamente, por meio de contato com saliva, secreções respiratórias ou fezes;
  • Indiretamente, por meio de alimentos e objetos contaminados.

O contágio ocorre de pessoa para pessoa. 

A primeira semana após o início dos sintomas é a de maior transmissibilidade.

ebook berçário portal

Já o período de incubação da doença dura entre 3 e 6 dias, na maior parte dos casos – e a transmissão pode ocorrer antes mesmo da manifestação dos sintomas. 

Como tratar a doença mão-pé-boca?

A doença mão-pé-boca tem um ciclo definido.

Ou seja, vai passar depois de alguns dias.

Os sintomas costumam durar uma ou duas semanas.

As lesões felizmente desaparecem, sem deixar traços ou sequelas.

Portanto, o tratamento serve para aliviar os sintomas, que podem ser bem incômodos para os pequenos.

Os médicos indicam o uso de analgésicos e de antitérmicos.

Consulte um pediatra e não medique seus filhos por conta, ok?

Se a criança estiver desidratada devido à dificuldade de beber líquidos, pode ser preciso interná-la.

Mas não se preocupe: são raros os casos em que a internação se faz necessária.

Se o seu pequeno estiver doente, ele precisa ficar afastado da escola, descansando, durante o período indicado pelo médico.

Ah, e é sempre válido manter esses cuidados de higiene. A criança pode pegar a doença mão-pé-boca mais de uma vez, passando novamente por todo o ciclo da síndrome.

7 dicas para prevenir a doença mão-pé-boca

doença mão pé boca prevenção

Não existe vacina contra a doença mão-pé-boca. 

Portanto, é preciso seguir alguns cuidados de higiene para evitar o contágio pelo vírus.

  1. Para evitar o contágio pela doença mão-pé-boca, ensine seu pequeno a lavar as mãos após usar o banheiro.
  1. Evite o contato com crianças contaminadas. A doença mão-pé-boca é super contagiosa.
  1. Não compartilhar talheres ou objetos que tenham entrado em contato com crianças com suspeita da doença.
  1. Ensine as crianças a lavarem as mãos após tossir, espirrar ou sempre que tocar no rosto.
  1. Vale um especial cuidado durante a troca de fraldas, também. 
  1. Se a criança estiver doentinha, é preciso evitar beijos e abraços – por mais que isso doa nos papais!
  1. As crianças, na fase oral, têm o hábito de colocar tudo que vêem na boca. Vai ser difícil evitar esse comportamento, então, na medida do possível, mantenha os objetos limpos!

Doença mão-pé-boca também pode ser contraída por adultos?

A síndrome mão-pé-boca é mais comum entre crianças de menos de 5 anos, mas também pode contagiar os adultos.  

A contaminação em gente grande ocorre da mesma forma que nos pequenos: por meio do contato com pessoas, alimentos ou objetos contaminados.

Então, se o seu filho estiver contaminado, é preciso se cuidar para não pegar a doença também.

Primeiro, porque a doença é bem chatinha, e segundo, porque seu pequeno vai precisar de você em plena forma para cuidar dele, certo?

Qual a diferença entre catapora e doença mão-pé-boca?

O vírus Coxsackie, causador da síndrome mão-pé-boca, pertence à família dos enterovírus, que também são causadores da varicela, mais conhecida como catapora. 

A catapora é causada pelo vírus varicela-zóster e caracteriza-se por uma infecção altamente contagiosa, mas benigna e com poucas chances de complicações.

Também é bem comum entre as crianças, e pode ser curada em dias ou poucas semanas. 

No caso, a aplicação da vacina contra a varicela é altamente recomendada, uma vez que ela previne a catapora ou então pode minimizar os sintomas quando há manifestação da doença.

Os sintomas são febre e bolhas por todo o corpo, incluindo a boca e os genitais, e essas bolhas causam bastante coceira.

Portanto, como a doença mão-pé-boca também causa febre e lesões pelo corpo, é importante procurar um médico para obter o diagnóstico correto! 

Um momento de cuidado, mas sem pânico

Apesar de não haver motivo para pânico quando se trata da doença mão-pé-boca, não há razão para se descuidar!

Ensinar as crianças a ter hábitos de higiene, como higienizar as mãos após o banheiro, é uma lição valiosa para a vida inteira! 

E ninguém quer ver o pimpolho com dores e febre, não é mesmo?

Então, cuide-se e cuide do seu pequeno! 

Quer receber mais conteúdos sobre educação de bebês e crianças?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.