Projeto Teorias Evolutivas (8)

Projeto Teorias Evolutivas – 9° ano

Durante o segundo semestre do ano de 2021, os alunos do 9º Ano do Fundamental II participaram de um projeto ímpar e dinâmico sobre os processos evolutivos, desenvolvido como atividade/projeto durante 05 semanas, na disciplina de Ciências, organizado pela professora Renata Shiozaki, com participação do mestre e futuro doutor em evolução Me. Brayan Paiva Cavalcante.

As atividades foram pensadas e desenvolvidas com o objetivo de atingir as habilidades da BNCC – EF09CI10 e EF09CI11, em que o aluno precisa saber comparar as ideias evolucionistas de Lamarck e Darwin apresentadas em textos científicos e históricos, identificando semelhanças e diferenças entre essas ideias e sua importância para explicar a diversidade biológica, além de saber discutir a evolução e a diversidade das espécies com base na atuação da seleção natural sobre as variantes de uma mesma espécie, resultantes do processo reprodutivo. 

Neste ponto, toda a abordagem metodológica foi pensada de forma a fazer com que os alunos conseguissem observar o processo de evolução como uma força constante sobre as espécies, inclusive sobre a espécie humana, para que, além de discutirem as teorias evolutivas, fossem capazes de interpretar e argumentar sobre o processo de adaptação e evolução do grupo de seres vivos no geral, independe de qual grupo fosse.

O projeto foi dividido em várias atividades ao longo de sua execução, onde a sequência didática foi organizada de forma que as metodologias fossem ativas e dinâmicas, utilizando principalmente o protagonismo do aluno como plano base para o desenvolvimento do projeto.

A sequência didática foi dividida em:

1) Discussão inicial;

2) Pesquisa e organização de ideias;

3) Apresentação pontual de temas sobre evolução;

4) Atividade de campo;

5) Congresso.

As etapas metodológicas foram pensadas para que as primeiras e as últimas atividades conversassem entre si, e a conclusão do projeto estivesse atrelada ao seu início.

Nas primeiras etapas, os alunos discutiram, entre eles, o que era o processo de evolução e, em seguida, deveriam escolher uma espécie e levantar hipóteses sobre quais as pressões evolutivas/ambientais que poderiam ter levado àquele determinado conjunto de características da espécie que escolheu.

Aqui, eles deveriam pensar em como a natureza pode direcionar e moldar as características morfológicas das espécies, e não somente de forma macro, mas também no processo de evolução constante que acontece em poucas gerações.

Ao longo de todo o desenvolvimento do projeto, os alunos deveriam pesquisar em casa e associar os conteúdos abordados em sala de aula, com as hipóteses que estavam levantada sobre a evolução e adaptação das espécies que escolheram, sendo os encontros com a professora e com o convidado da atividade organizados para estimular, discutir e argumentar sobre cada item do seu trabalho, dando suporte tanto de forma individual, como em grupo.


Na penúltima etapa, tiveram a experiência de um Estudo de Meio no Parque da Biquinha, um fragmento de floresta próximo a escola, onde puderam observar as características morfológicas das espécies e interações ecológicas que essas características possibilitavam entre as espécies e o ambiente natural.

Ao final das atividades, os alunos elaboraram um mural na forma de Congresso, onde eles agruparam todas as informações que adquiriram ao longo do projeto e assimilaram em suas hipóteses sobre a evolução das características das espécies escolhidas. 

Esse congresso, intitulado “I Congresso Portal sobre Evolução”, foi extremamente importante para a formação dos alunos, onde eles apresentaram seus trabalhos para os seus colegas do Fundamental II, sendo percebido bastante empenho dos alunos e, acima de tudo, um aumento exponencial da capacidade de discussão dos alunos sobre o tema evolução, se comparado com as primeiras discussões levantadas durante o começo do projeto. Neste dia, a experiência de poder compartilhar e discutir suas ideias com os outros grupos e com estudantes de outros anos, foi enriquecedor.

Destacamos que o “I Congresso Portal sobre Evolução” mostrou ter resultados muito sólidos sobre a formação dos alunos, de forma que a atividade está sendo planejada para ocorrer nos anos subsequentes com outras turmas de 9º ano, e será trabalhado e organizado para que o “Congresso Portal sobre Evolução” possa ser uma atividade curricular instituída dentro do calendário escolar, para que, desta vez, os alunos possam apresentar suas atividades para todo o corpo docente.

Quer receber mais conteúdos sobre educação de bebês e crianças?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.